Inteligência Emocional na Prática

Inteligência Emocional na Prática

Inteligência emocional na prática, ao contrário do que muitos imaginam, ter apenas o Q.I (Quociente de Inteligência) alto não garante sucesso na vida social e profissional, isto porque aprender a interpretar as coisas de maneira lógica e racional nem sempre é a melhor maneira de encarar desafios e encarar o mundo em sociedade.

 

Inteligência Emocional na Prática

Em uma pesquisa realizada pela consultoria TalentSmart, a inteligência emocional na prática, ou QE (Quociente Emocional) pode ser o grande diferencial para ter sucesso naquilo que está focado.

A inteligência emocional na prática é baseada na habilidade do indivíduo de conseguir notar, interpretar, avaliar e administrar suas emoções e das demais pessoas, isto de maneira positiva, basicamente usando a empatia como forma  interpretar as pessoas, se colocando no lugar dos outros.

Poucas possuem a QE elevada porque tem dificuldade em lidar com as próprias emoções, se conhecem pouco, não tem a capacidade de serem autocríticos consigo mesmos nos momentos de reflexão. Isto acaba afetando em nosso dia a dia, na maneira como interagimos com as demais pessoas e nos comportamos diante de dificuldades.

As características de pessoas com inteligência emocional bem desenvolvida são empenho, motivação, autoconfiantes e controle de si. São pessoas que têm bom convívio social com os demais, é inteligente e busca o avanço na carreira (isto é percebível, já que crescem rapidamente na profissão).

Inteligência Emocional na Prática

Tem consciência de seus sentimentos: quando se autoconhece não sente dificuldade em dizer aos outros, com clareza, o que está sentindo. Vai além das respostas de “bem” ou “mal” que são superficiais.

É algo difícil e que requer prática e autocritica, para saber o que se passa em si e assim achar soluções práticas, racionais e apropriadas para lidar com problemas.

Capacidade de dizer “não”: para muitos, o ato de negar algo a alguém, por mais que lhe afete diretamente de maneira negativa, é alto difícil e mostra sua atitude passiva e acabam se prejudicando fisicamente, mentalmente e profissionalmente, como perdendo cargos de liderança pois não sabem negar coisas, quando necessário.

Força para mudar: há situações que parecem que estarão ali estáticas e continuarão a lhe incomodar sempre, como por exemplo, todo dia pegar trânsito para ir ao trabalho, e diante disso não há muito que se possa fazer.

Inteligência emocional na prática ajuda as pessoas e faz com que elas consigam mudar a maneira de interpretar os fatos, olhar com diferentes perspectivas, criar estratégias para mudar aquilo que lhe incomoda, então na situação de congestionamento no transito, irão fazer algo que agradam, como ler, ouvir música e etc.

Empatia aguçada: perceber pelo olhar, atitude e modo de gesticular do outro que seria melhor usar determinada maneira para se comunicar do que alguma outra é uma habilidade de pessoas com QE, que significa ter uma boa gestão emocional.

Inteligência Emocional na Prática

Já que sabem observar as pessoas e se auto ajustar para promover relações boas e tomar decisões assertivas.

Capacidade de perdoar os próprios erros: ao invés de remoer o fato ocorrido e sofrer com os fracassos, os indivíduos com alta inteligência emocional encontram o equilíbrio entre esquecer o ocorrido, mas tomar cuidado para não cometer o mesmo erro novamente.

Consegue neutralizar energias negativas: em todos os lugares há pessoas com pensamentos, atitudes e energias negativas como raiva, inveja e frustração, contrarias e suas. Mas quando se é desenvolvida a capacidade de neutralizar e respeitar pessoas “toxicas”, há como encontrar soluções agradáveis para ambos.

inteligência emocional na prática

Como se livrar das emoções tóxicas

Existem uma série de fatores determinantes para o nosso bem-estar. Sabemos que são inúmeras as práticas que farão com que nosso corpo e saúde estejam equilibrados e em seu melhor estado. Dormir bem, manter uma boa alimentação e se exercitar algumas vezes durante a semana são algumas atividades essenciais para o corpo.

Porém, o que muita gente esquece é que a questão emocional também é determinante para o bem-estar pessoal. Na vida que levamos, na sociedade atual, existem diversos distúrbios que nascem desses aspectos. Além de problemas emocionais que podem desencadear em doenças mais sérias.

Quando nos sentimos bem, estamos também reforçando o nosso sistema imunológico, pois parte dos distúrbios muito recorrentes atualmente estão ligados a questões psicológicas, como trabalho, vida pessoal, estudo e outras situações adversas a qual somos submetidos em nosso dia a dia.

O que são as emoções tóxicas?

As emoções tóxicas são pensamentos negativos que vamos alimentando em nosso dia a dia. Pode não parecer, mas elas têm um poder destrutivo em nossa vida, tanto em questão de saúde quanto na dificuldade que temos em nos alcançar os nossos objetivos. Tudo parece ficar mais complicado com essa constatação.

Esses pensamentos aparecem quase sempre como uma postura autocrítica de si mesmo. São emoções desligadas do que deveria ser regra. A falta de positivismo. Quando as pessoas começam a ficar pessimistas, sem perspectiva alguma de aspiração em situações cotidianas.

Essas pessoas podem se sentir desmotivadas para fazer inúmeras atividades, e o que costuma vir em suas cabeças são apenas pensamentos que não os levam ao alcance de seus objetivos. Quando intoxicados com esse tipo de pensamento, as pessoas podem sentir mágoas, ansiedade, estresse, insegurança, raiva e uma série de coisas diferentes.

Inteligência Emocional na Prática

O equilíbrio emocional

As emoções são, na verdade, elementos fundamentais e extremamente importantes em nossas vidas. São descargas emocionais de cortisol e adrenalina e nos ajudam a sobreviver e tomar decisões importantes em momentos de estresse e aqueles que identificamos alguma ameaça.

Porém, essas emoções se tornam tóxicas e não positivas no momento em que mesmo quando não estamos expostos a nenhuma ameaça, o nosso corpo continua a descarregar adrenalina e cortisol. Isso submete o nosso corpo a uma sobrecarga sobre humana.

Dessa forma, podemos concluir que, mesmo as emoções negativas, são muito necessárias para o ser humano, e se não fossem não existiriam. É como um dispositivo natural que nos avisa quando as coisas não estão bem para que possamos fazer as mudanças necessárias.

Portanto, se torna fundamental conseguir equilibrar esse tipo de emoção, para que haja o uso desta função que é necessária, mas que não pode estar presente na maior parte do nosso dia a dia.

Conheça agora, aproveito o nosso valor promocional e faça parte do nosso grupo de alunos e coaches formador.

www.querosercoach.institutoon.com.br

 

Dúvidas e informações:

WhatsApp (67) 99295-2812 ou clique aqui bit.ly/oswaldoneto

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *